Arminho / Mustela erminea


O Arminho tem corpo cilíndrico e alongado, patas curtas, pescoço longo, cabeça achatada e triangular e as suas orelhas são arredondadas. A pelagem de Verão é castanho arruivada no dorso e creme no ventre, enquanto que no Inverno é parcial ou totalmente branca, excepto a ponta da cauda que é negra. Muda o pêlo na Primavera e no Outono. Ocupa a maior parte da região Holárctica (Europa, metade Norte da Ásia e América do Norte) e em Portugal só foi encontrado pela primeira vez em 1985, no distrito de Vila Real. A sua distribuição no nosso país está restringida a Norte do rio Douro, estando descrita a sua presença no Parque Nacional da Peneda-Gerês, no Parque Natural de Montesinho e no Parque Natural do Alvão. Devido ao valor da sua pele, a captura de indivíduos sempre foi o maior factor de ameaça desta espécie. Para além deste, no nosso país, a alteração e destruição do habitat, a desflorestação e exploração florestal e a escassez de informação biológica e ecológica são outros factores extremamente importantes. O arminho é visto por muitos agricultores como um exterminador importante de ratos nas quintas e, realmente, alguns estudos indicam que esta espécie tem de facto um papel importante no controlo das populações de roedores.

5 comentários:

Manuela Marques disse...

Que fixe!!!!!!!! Tão fofo ;)
Onde foi?

Que coincidência, no outro dia vi aqui um bichito parecido com este, na minha aldeia, que nunca tinha visto. Era parecido com este, mas só o vi durante uns segundos e não consegui identificar. Talvez fosse outra espécie mais comum, mas era parecido.

Muito bem, excelentes fotos ;) Mais um encontro imediato com a natureza ;)

(Realmente não tinha visto esta publicação...)

beijoca

Teresa Rocha disse...

todas as fotos do parque são tiradas no parque só algumas que estão assinaladas é que não. Estas foram uma feliz coincidência de estarmos na hora certa no sítio certo, ele apareceu assim de repente e andava um pouco distraído depois é que se pôs a espreitar para ver quem era que estava a dar clicks. És capaz de ter visto na tua aldeia um parecido, eles de vez em quando dão ares da sua graça.

Manuela Marques disse...

Muito bem :)
A segunda foto está mesmo uma maravilha!

Que inveja ;)

Bj bom fim de semana

Artur Branco disse...

É a primeira ocorrência destes mamíferos registada no Parque de Avioso!

Muito parabéns!

Teresa Rocha disse...

Obrigada Artur!